quarta-feira, 9 de abril de 2014

Teu sorriso


 
 
 
O arco-íris que desenhas no céu com o teu sorriso
 muda o meu rumo, aponta outra estrada;
 dá cor aos meus dias mais banais,
 sem que seja preciso uma palavra!
 
 
Aíla Sampaio
 
 
 
 

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Sem oscilação







Descalça-me desses sapatos altos e me põe de volta no chão. Quero um amor consistente feito tronco de baobá, sem oscilação de nuvens e sem risco de ser levado pelo vento.

Aíla Sampaio



De sobrevoo








Vou-me embora de mim por uns tempos, preciso de férias desse jeito intenso de sentir as coisas, dessa mania de querer carregar o mundo nas costas e sentir culpa pelo que não posso dar conta. Vou olhar tudo de sobrevoo, como quem, desmemoriada, está ausente até dos próprios pensamentos.

Aíla Sampaio 




(Quadro de René Magritte)


O tempo






O tempo apequena as coisas que julgávamos grandes. Não porque elas mudem de tamanho, mas porque o nosso olhar adquire novas dimensões para mensurá-las.

Aíla Sampaio 






Vou sempre além de, ultrapasso medidas, passo dos limites, conjugo o verbo amar em todas as pessoas, tempos e modos, e arrisco todas as fichas numa só jogada. Prefiro de repente não-ser a ser pela metade.
 Aíla Sampaio







Para não te esqueceres

Para não te esqueceres das verdades que me dizias brincando, há as ruas que não mais atravessas comigo, há as casas de muro b...