Nada





Inquietam-me
a palavra não dita, 
o grito reprimido,
a dor silenciada, 
a falta de cuidado
com a fratura da alma
quando 
do amor imenso
não resta nada.

Aíla Sampaio


Comentários

  1. A mim também dói e muita coisa, você não faz ideia.
    A dor da alma, de um amor vivido intensamente e que hoje nem amor é, apenas ilusão para o outro que quer convencer-se disso, é dor que não se compara a dor física.
    Dilacera, destrói em vida, morte sem fazer desenlace.
    Muito triste quando chega a esse estágio.
    Não sei se existe um renascimento desse amor, se houver uma fagulha.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ORAÇÃO

Calmaria

um poema inconcluso