Pretérito perfeito





Eu te amei além das datas e dos horários
todos os dias úteis e feriados
sem presente, futuro ou passado;
amei-te desde sempre e em todos os momentos
como ontem e em todo o calendário.
Eu te amei na solidão do dia infinito
e nas longas noites de desalento.
Amei-te no encontro e na separação
nas palavras que diminuíam as distâncias
e no silêncio que apressou as passadas do tempo.

Como quem não sabia viver de outro jeito
eu te amei sem salvação e sem remédio.
Acendi velas, fiz orações e unguentos
fiz promessas, usei armas de guerra,
mas nada te arrancava do meu pensamento.

Até que a vida, com seu passo marcado,
fez da nossa história um sonho desfeito...
De tudo ficou apenas a natureza da memória
e o verbo amar no pretérito perfeito. 

Aíla Sampaio





Comentários

  1. Muito sensivel e profundo.Gostei bastante!!Tudo que vem do coração, quando verdadeiro fala aos ouvidos e é bem recebido pois todos somos seres humanos.Bjs e sucesso de:D.C.C.M

    ResponderExcluir
  2. Eu amei essa poesia por que também tenho um amor bem assi e já acendi,velas, fiz orações e unguentos por um amor!
    Também escrevo poesias, espíritas. Confesso que não sei se serei boa um dia.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ORAÇÃO

Calmaria

um poema inconcluso