segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Tudo mise-en-scène.




Quando tu foste embora,
fiz de conta que não era comigo;
que não era à minha porta que batia aquela dor.
Saí por aí a comprar vestidos novos
e me pus a deletar arquivos no computador
como quem apaga uma página da história
e recomeça a vida com novo figurino.

Tudo mise-en-scène.

Quando a cortina caiu,

a tristeza vestiu-me com os seus trapos
e entendi que realmente havíamos saído de cartaz...



Aíla Sampaio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

À espera de um eclipse

Quando ouvi tua voz pela primeira vez, uma explosão de silêncios me fez entender que nunca mais eu seria a mesma pessoa. Teu ros...