segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Primavera no outono






Aprendi contigo a florescer sem jardim
sob as nuvens úmidas
que regavam as nossas vontades.
Aprendi contigo as matizes do mar
beijando o céu de azul
e escandindo na noite
os versos que as estrelas ditavam.
Foi contigo que aprendi a posição dos girassóis
e a luxúria das orquídeas, 
reinventando lágrimas e alternando sorrisos
pela lição dos loucos que se souberam fazer livres
dos próprios desejos.
Aprendi contigo a espera da flor, o silêncio da terra
gestando a semente, o espinho escondido sob as folhas
e o desabrochar de cada pétala...
Foi contigo que aprendi a trazer a primavera 
para o outono e a sentir a eternidade 
do momento que passa mas fica para sempre.


AílaSampaio 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Despejo

Meu corpo te deu ordem de despejo. Meu coração, não. Ainda pulsa imberbe o desejo de atravessar a vida ...