sexta-feira, 27 de abril de 2012

Insincera manhã




O azul profundo dos teus olhos atravessou a minha noite e pôs o mar em minhas mãos, em pleno deserto, mas a insincera manhã de sol que furou a cortina, como uma onda que quebra na praia, me acordou antes que o nosso amor pudesse chegar até o amanhecer...
AílaSampaio 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por enquanto

O sopro do vento arrastando as folhas A chave enferrujada na porta A jaqueta perdurada no silêncio. Somente seu olhar ...