sexta-feira, 19 de agosto de 2011

É tanta coisa pra esquecer que, às vezes, não lembro... aí o coração fica abarrotado de erva daninha e as orquídeas que plantam não nascem!

                                                                              (Aíla)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desde os contos de fadas

Eu te esperava desde os contos de fadas, quando a esperança galopava um cavalo branco e os príncipes existiam; desd...