STOP




A vida não parou, Drummond.
Nem o automóvel.
Todos seguiram.
Só eu fiquei imóvel
a ver navios encalhados,
como quem perdeu
o bonde e a esperança...



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ORAÇÃO

Calmaria

um poema inconcluso