Mudança de estação

De ti só espero a mudança de estação,
o voo cego do pássaro
que decide mudar sua rota
e fazer primavera em pleno outono.

O dia escuro se rende às nuvens
que anunciam nova invernada
mas é o sol o que tu me dás
(ou é ele o que de ti eu tomo)
todas as vezes que visitas meu corpo
e dele te aproprias como se fosse a tua casa.

Comentários

  1. Olá.

    Palavras que falam de vida
    são preciosas.
    Mais que poemas,
    são partes de nós
    que passeiam em outros seres.

    Alegrias plenas para ti.

    ResponderExcluir
  2. É preciso saber aproveitar o sabor que cada estação trará, dentre tudo o que podemos obter de alguém que é tão mutável quanto o tempo...
    Sei bem o que significa isso, meu corpo é casa que vez por outra fica vazia...
    Tua poesia é perfeita Aíla, passo a seguir-te!

    ResponderExcluir
  3. Olá, estava passeando pela net e vi seu blog...
    Tenho um blog musical, bastante eclético. A proposta é a divisão musical segundo temperos e cores auditivas.
    www.temperomusical.blogspot.com
    ;-)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ORAÇÃO

Calmaria

um poema inconcluso