domingo, 28 de fevereiro de 2010

Ando


Sem
saber-te
onde
nem
quando


falta-me
porquê...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

À espera de um eclipse

Quando ouvi tua voz pela primeira vez, uma explosão de silêncios me fez entender que nunca mais eu seria a mesma pessoa. Teu ros...