De repente


De repente o que era tão importante já não é; o que fazia diferença já não faz; o que movia os ponteiros do nosso relógio já não os move, como se o tempo tivesse estancado tudo o que foi para não mais ser. De repente a vida acrescenta ou elimina personagens da nossa história, alternando posições, remanejando sentimentos, ora nos contrariando, ora nos satisfazendo, mas sempre movimentando a engrenagem da vida e guardando as explicações...

Aíla Sampaio



Comentários

  1. Muito estimada Aíla...senti saudades e aqui estou..não a encontrei mais na rede social.
    Sabes o quanto te admiro, querida escritora.
    Um beijo com poesia.
    veraportella

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ORAÇÃO

Calmaria