sábado, 30 de junho de 2012

No de repente




É no de repente das coisas que mudamos de rumo...
É nos fios do inesperado que os nós são dados
e a vida acontece.

AílaSampaio



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por enquanto

O sopro do vento arrastando as folhas A chave enferrujada na porta A jaqueta perdurada no silêncio. Somente seu olhar ...