domingo, 20 de maio de 2012

Filha do circunstancial


 Sempre tive resistência a fórmulas e fôrmas; sempre a minha tesoura foi desobediente a formatos, modelos, linhas retas e curvas... a tudo o que já vem com picote, rótulo ou carimbro de 'pronto'. Sou senhora dos improvisos, filha mesmo do circunstancial... Só o meu coração tem casa e gosta de estabilidade. Todo o meu resto é filho do imprevisível.

AílaSampaio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desde os contos de fadas

Eu te esperava desde os contos de fadas, quando a esperança galopava um cavalo branco e os príncipes existiam; desd...