segunda-feira, 30 de abril de 2012

Ser e estar




Entre o SER e o a ESTAR, 
o tempo constrói permanências e transitoriedades; 
infinitivos pessoais e afetos que ficam ou que passam. 

O que eu SOU não muda de casa... 
O que eu ESTOU é que tem vários endereços.

AílaSampaio 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ele tinha o cheiro esverdeado do sereno que molhava a paisagem quando ela pela primeira vez o abraçou e sentiu como se entrasse num bos...