quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

É ainda tão silenciosa a minha vontade de ti, que prefiro fazer de conta que nem escuto...

Aíla Sampaio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desde os contos de fadas

Eu te esperava desde os contos de fadas, quando a esperança galopava um cavalo branco e os príncipes existiam; desd...