Crime inafiançável



Há quem conte sobre os amores que despertou, e aos quais não correspondeu, como quem lava o ego com as lágrimas alheias. A vida sempre adverte: cuidado, a vaidade cega para os abismos: é crime inafiançável brincar com os sentimentos dos outros. Quem faz do coração alheio um parque de diversões está comprando ingresso pra morrer numa montanha russa.


Aíla Sampaio

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ORAÇÃO

Calmaria

um poema inconcluso