Tela vazia







Vejo-te
e é como se não te visse;
nem parece que já foste
a cor dos meus dias.

Maltratos e descuidos,
algaravias...
bastou isso pra descolorir
nossa aquarela
e esfumaçar teu vulto,
fazer-te apenas uma tela vazia.









Comentários

  1. Olá!
    Visitei seu Blog, gostei muito do conteúdo e estou te seguindo.
    Parabéns! Ótimo trabalho...
    Estou te convidando para conhecer o meu também e me siga!
    http://photoingridmuller.blogspot.com/
    Abraços.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ORAÇÃO

Calmaria

um poema inconcluso