Sendo Feliz





Meu pavio é muito curto para as coisas ruins...não tenho paciência nem vocação pra ser infeliz, vítima eterna do destino. Acostumei-me a engolir seco às vezes, dormir sobre pedras, mas gosto mesmo é de conforto...deitar a alma em travesseiros macios e dormir sobre as plumas de uma consciência limpa. Atravesso esquinas escuras e já não tenho medo do que pode (ou quer) me fazer mal. Podem me  fazer sofrer, mas me vingo sempre sendo FELIZ!

Comentários

  1. Aila, cheguei ao seu blog pelo da Ana Jacomo de quem também sou grande admiradora. Fiquei mais feliz em saber que és de Fortaleza pois também sou.
    Parabéns pelo blog. Eu amo poesia e meu poeta preferido é Manoel de Barros. Lindo demais!

    Márcia

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ORAÇÃO

Calmaria