Tempo,

tu dissestes que tudo passa
tudo passa...
E eu esperei...
se esperei!


Tu me enganaste por castigo
ou perversão?

Ele ficou, ainda está.
Eu passei... virei fumaça.



Comentários

  1. Aíla,

    como achei o seu blogue já nem sei... Mas sei que foi bom demais passar esse tempo por aqui, a ler os seus poéticos escritos.

    Parabéns! Bjs e inté!

    ResponderExcluir
  2. http://samiamaia.blogspot.com/

    o meu é esse, professora. :D
    minhas autorias estão no arquivo vivo, as mais recentes são "emprestadas". beijããão

    Adorei o blooog! >)~

    ResponderExcluir
  3. Olá Aila...



    Visitando aqui o seu espaço mais uma vez e deixando meus votos de muito sucesso para para você e para esse blog tão bem elaborado. Parabéns pelo trabalho.

    Fica um convite para que aprecie o primeiro Conto Poético de minha autoria, que você pode ler lá na Academia da Poesia: http://academiadapoesia.blogspot.com

    A sua visita e a sua opinião serão muito importantes para mim.

    Deixo o meu abraço* e esteja com Deus.



    Renato Baptista

    ResponderExcluir
  4. Muito bom o poema, Aíla, 'ele ficou, ainda está/ Eu passei, virei fumaça.'

    Você não passou, Aíla, apenas exorcizou um sentimento de perda. Transfigurou.
    Saudades de vc, grande abraço.

    ResponderExcluir
  5. Meu nome è Maria, sou italiana morando no Brasil. Com meu blog
    http://ocaminhodafloresta.blogspot.com/
    estou tentando de entender os simbolos e as tendencias do Brasil
    atual.Seu blog me està ajudando muito. Obrigada!
    Maria

    ResponderExcluir
  6. Mana blogueira, poeta
    Cá estou de volta depois delonga distância e me reencontro com sua boa poesia, bela.
    Paz e bom humor, sempre.
    Walmir
    http://walmir.carvalho.zip.net

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ORAÇÃO

Calmaria