Plenitude


Numa insistência hostil, quase feroz,
ainda que muito lutes,
tu ficarás a ouvir minha voz
em qualquer voz que escutes.
Sempre serei contigo em toda parte,
em plenitude como as marés cheias
- Eu a vibrar em tua arte.
Se Deus mandou que eu fosse teu amor
desfaz o teu desejo em fumo
para esse combate sem parceiro,
pois nem tu, nem eu, seja lá quem for
pode mudar o rumo
ao rumo que tem Deus por timoneiro


(ACB)

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ORAÇÃO

Calmaria

um poema inconcluso