quinta-feira, 16 de agosto de 2007

ETERNO

é somente o amor
Que não se realiza.

(Do livro “Amálgama” (1991))

Um comentário:

Por enquanto

O sopro do vento arrastando as folhas A chave enferrujada na porta A jaqueta perdurada no silêncio. Somente seu olhar ...