domingo, 14 de julho de 2013

Decreto





Volto a ti como por um decreto irrevogável. Não há vida além das tuas cercanias nem risco de alegria fora da lei que o coração impõe.  É áspero o silêncio da tua ausência, por isso grito e te peço ternura, enquanto o tempo gesta lento o nosso reencontro.

Aíla Sampaio



Um comentário:

  1. LINDISSIMO,O QUE ESPERA COM FÉ SE ENCONTRA COM O INACABÁVEL..

    UM BEIJO E FELIZ DIA DO AMIGO

    ResponderExcluir

Despejo

Meu corpo te deu ordem de despejo. Meu coração, não. Ainda pulsa imberbe o desejo de atravessar a vida ...