quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Ser






Vou sempre além de, ultrapasso medidas, passo dos limites, conjugo o verbo amar em todas as pessoas, tempos e modos, e arrisco todas as fichas numa só jogada. Prefiro de repente não-ser a ser pela metade.
Aíla Sampaio







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desde os contos de fadas

Eu te esperava desde os contos de fadas, quando a esperança galopava um cavalo branco e os príncipes existiam; desd...