quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Extrema-unção




Teu silêncio era uma porta fechada pra vida 
e eu precisava de sol.
Tua palavra era crivada de balas
e eu escrevia poemas dentro da noite
como orações pacifistas.
Se era amor, preferi nem saber.
Há relações que já nascem
com a hora da extrema-unção marcada.

AílaSampaio




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desde os contos de fadas

Eu te esperava desde os contos de fadas, quando a esperança galopava um cavalo branco e os príncipes existiam; desd...