sábado, 30 de junho de 2012

Extravios

Escuta: o vento fez-se canção dentro da noite para enganar os meus ouvidos fartos do teu silêncio. Os sonhos extraviaram-se todos e tu vieste sorrateiramente à minha memória e tomaste-me o sono. Andamos os dois sobre o desalinho das incertezas e nos perdemos dentro do tempo, exilados um do outro e de nós mesmos.

AílaSampaio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por enquanto

O sopro do vento arrastando as folhas A chave enferrujada na porta A jaqueta perdurada no silêncio. Somente seu olhar ...