sexta-feira, 11 de maio de 2012

Sou


Sou intensa, trago a vida em superdoses, daí os mais inusitados efeitos colaterais. Mudar? Como? Sou naturalmente sem trégua, sem fio que desligue. Tudo em mim é intermitente e grita urgência. Aprender a espera, apaziguar as guerras íntimas (minhas-tuas-nossas) são desafios diários dilacerantes e intransferíveis. Não tenho culpa de ser irremediável...

AílaSampaio




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por enquanto

O sopro do vento arrastando as folhas A chave enferrujada na porta A jaqueta perdurada no silêncio. Somente seu olhar ...