sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Em preto e branco



Tu te arracanste de mim pela raiz...
na força bruta de um ceifeiro impiedoso
que tudo sega por desencanto.

Vivo, agora, como se não existisses,
vagando com tua ausência pela casa
e vendo tudo acontecer em preto e branco.

Aíla Sampaio

2 comentários:

  1. Acho q é a primeira vez q entro em um blog e não tenho vontade de desligar a música. Q poema lindo. D+

    Quem canta?

    Abraços..

    ResponderExcluir
  2. Sarah Mclachlan cantando Angel... volte sempre! Bjs, Aíla

    ResponderExcluir

Por enquanto

O sopro do vento arrastando as folhas A chave enferrujada na porta A jaqueta perdurada no silêncio. Somente seu olhar ...