domingo, 20 de novembro de 2011

Canteiros errados



Às vezes, vejo estarrecida que as flores que plantei floresceram como ervas daninhas e me pergunto como pude permitir...  Uma voz silenciosa me sopra o aviso:  'Andaste regando os canteiros errados.  A terra, em sua sabedoria, somente fará justiça às sementes que plantaste quando aprenderes a fazer o teu jardim com mais cuidado e souberes esperar a ação do tempo no seu tempo'.

Aíla Sampaio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por enquanto

O sopro do vento arrastando as folhas A chave enferrujada na porta A jaqueta perdurada no silêncio. Somente seu olhar ...