Meus versos



Tu lês os meus versos
como quem se procura
entre rimas e metáforas.

Não sabes escandir
nem ler subtextos,
mas podes sentir
o pulsar das palavras.

Tu lês os meus versos
e rasgas as páginas
como quem quer esquecer
que nosso amor não está morto

Talvez porque não saibas
que os mais belos poemas
nunca se apagarão,
pois tatuei-os no teu corpo.

Aíla Sampaio

Comentários

  1. Olá amiga Aila

    Um poema belissimo com uma mensagem fantastica, adorei, realmente quem entende os poetas... dizem muito mais fora do que está escrito, do que por vezes escrevem. Oh ninguém nos entende.

    Beijinho e que regresse o amor

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ORAÇÃO

Calmaria

um poema inconcluso