sexta-feira, 8 de abril de 2011

Naquele dia



Eu queria que tivesse sido mentira
aquela despedida.
Meus olhos borrados
o salto enganchando no acelerador
e o Fagner com Deslizes na voz
pisando a minha dor.
Eu queria ter sumido no mundo
com a minha ferida
ou, se não podia morrer, 
ter ficado contigo
pelo resto da vida
naquele dia.

3 comentários:

  1. Só se despede quem quer Aila.
    Bjo Alipio.

    ResponderExcluir
  2. é? não sabia...rs
    Bj, Alípio!Volta pro Face.

    ResponderExcluir
  3. Ah! Às vezes é preciso, sem querer.

    ResponderExcluir

À espera de um eclipse

Quando ouvi tua voz pela primeira vez, uma explosão de silêncios me fez entender que nunca mais eu seria a mesma pessoa. Teu ros...