quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Palavra


ainda te necessito
para despir os meus silêncios.
Lâmina cortante ou ungento que sara,
és tu, palavra, a vestimenta das histórias,
o vento que leva toda mágoa
ou o anjo que anuncia as boas novas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Despejo

Meu corpo te deu ordem de despejo. Meu coração, não. Ainda pulsa imberbe o desejo de atravessar a vida ...