terça-feira, 23 de fevereiro de 2010


Um comentário:

  1. Belo poema, querida amiga, os encontros e desencontros só nos dão uma certa luz sobre os 'encontros e despedidas', e a clara certeza de que conhecendo a nós próprios ganharemos o mundo, e o amor por belo acréscimo.
    Muitas saudades de vc. Bjos.

    ResponderExcluir

Por enquanto

O sopro do vento arrastando as folhas A chave enferrujada na porta A jaqueta perdurada no silêncio. Somente seu olhar ...